Ads Top

Eunápolis – O império fraterno teve mais uma derrota, desta vez na Câmara de Vereadores

 



Robério pretendia criar uma Agência Reguladora e remanejamento de orçamento de R$ 50 mil mensais para subsidiar a nomeação de diretores

 

O prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira, começa a acumular derrotas memoráveis. Primeiro perdeu as eleições para sua opositora Cordélia Torres (DEM), que ganhou com uma gigantesca frente de votos, e hoje sofreu mais uma derrota, desta vez na Câmara de Vereadores.

 

Nesta quinta-feira, 10/12/2020, o prefeito encaminhou à sessão da Câmara de Vereadores, um projeto que visava a criação de uma Agência Reguladora, cuja função seria fiscalizar os serviços de esgoto e saneamento básico a serem implantados na cidade. O projeto também vislumbrava um remanejamento de R$ 50 mil reais mensais para cobrir os altos salários dos diretores ligados ao prefeito, que fossem nomeados para essa tal agência.

 

O vereador J. Batista relatou que esse projeto é completamente inconstitucional e que na verdade, seria apenas um cabide de emprego. O projeto foi mais uma manobra do prefeito para se manter ativo politicamente, beneficiando pessoas ligadas a ele. Veja o vídeo:


 Dê 2 cliques no vídeo:

A desaprovação do projeto foi uma surpresa para o prefeito Robério, que não teve aprovação nem da sua bancada na Câmara.

 

Pelo visto, tudo isso já é uma reação esperada diante da posição da prefeita eleita, Cordélia, cuja visão humanizada deverá ser a guia do novo governo.


A imagem desta matéria é reprodução do site Bahia Dia a Dia.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.