Ads Top

Bahia tem 6º dia consecutivo de aumento da média móvel de casos de covid-19

 


Média móvel de mortes se mantém estável

Já são seis dias consecutivos de aumento na média móvel dos casos de coronavírus na Bahia. Na crescente iniciada na última quarta-feira (6), o índice passou de 1.771,43, no primeiro dia, para 2.419, na segunda (11), segundo dados do MonitoraCovid-19, do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict), da Fiocruz. De acordo com o Secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, a alta era esperada devido à retomada das notificações e ao aumento das contaminações com o Natal e o Réveillon.

 

“Houve uma redução da notificação no período das festas de Natal e Réveillon e, no começo do ano, ocorreu a subnotificação em função das mudanças das equipes das secretarias de saúde municipais. Agora, temos a retomada das notificações e o aumento fruto dos festejos de final de ano”, afirma o gestor da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Ainda de acordo com Vilas-Boas, a expectativa é do crescimento do número de casos e da média móvel nos próximos dias.

 

A médica infectologista Clarissa Cerqueira aponta que os dados já começaram a sofrer o impacto das aglomerações de Natal e Réveillon, mas o cenário deve ganhar gravidade mais para frente.

 

“Fazendo uma análise da incubação da doença e o número de pessoas que podem transmitir o vírus, a expectativa é que o número de casos aumente bastante para o final de janeiro e começo de fevereiro. A redução só ocorre mesmo com a vacina, que é a melhor forma de proteção. Isso só aumenta a importância da vacinação para a população”, explica a médica.

 

Na última terça-feira (5), a média móvel dos casos da Covid-19 no estado atingiu uma baixa de 1.744,14. Depois da queda, o índice retomou o crescimento na quarta-feira (6), quando chegou a 1.771,43, desde a data, a taxa passou por 1.788,29, em 7 de janeiro; 2.001,57, no dia 8; 2.272,29, no último sábado (9); 2.404,71, no domingo (10); até chegar a 2.419 na segunda (11) - único índice calculado pelo CORREIO por ainda não constar na atualização do MonitoraCovid-19. 


Fonte: Correio 24 Horas


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.