Ads Top

Vigilância Sanitária interdita loja e agências bancárias por desobediência aos protocolos de saúde

 



Devido à desobediência aos protocolos de saúde, que reduzem os riscos de propagação da Covid-19, a Vigilância Sanitária de Eunápolis interditou, no fim da manhã de quarta-feira (30), duas agências bancárias localizadas na Avenida Porto Seguro, centro da cidade.

 

As interdições, que têm o prazo de três dias, ocorreram devido às extensas filas com centenas de pessoas que se formavam nas portas das agências. “As filas estavam dobrando quarteirões, tornando a situação insustentável de solucionar”, explicou o diretor da Vigilância Sanitária, Diego Costa. Apenas o autoatendimento de um dos bancos foi liberado durante a tarde para não deixar a população desassistida.

 

Uma loja de móveis e eletrodomésticos, na Avenida Porto Seguro, também foi interditada pelo período de três dias após a Vigilância Sanitária receber denúncias de que um funcionário foi obrigado a trabalhar com sintomas gripais.

 

“Confirmamos a denúncia com o funcionário, interditamos a loja e encaminhamos o gerente para a delegacia, onde foi lavrado um boletim de ocorrência. A Polícia Civil investigar o caso”, explicou Costa, que disse ainda que, por determinação da prefeita Cordélia Torres, a Vigilância Sanitária continuará fiscalizando os estabelecimentos após o período de interdição para garantir que os protocolos de saúde sejam cumpridos. A gestora ainda pede que a população siga as recomendações para combater a propagação da Covid-19.

 



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.